Navigation – Plan du site
Crônicas e trabalhos de campo / Chroniques et travaux de terrain

Homenagem Póstuma ao Professor Raymond Pébayle

Rosa Maria Vieira Medeiros

Texte intégral

« Até o último momento, uma parte dele estava no Rio Grande do Sul, lugar que ele tanto amava » Gilles Pébayle

1Em 11 de maio de 2010, faleceu o professor Raymond Pébayle, em Cannes na França. Mas quem foi este geógrafo cuja paixão pelo Brasil, em especial pelo Rio Grande do Sul, acompanhou sua vida de professor e de pesquisador?

2Raymond Pébayle nasceu na cidade de Mios, na Goranda. Fez seus estudos em Besançon, Dijon/Aix-em-Provence e Paris. Exerceu suas atividades em Caen, Bordeaux e Poitiers.

3Chegou à capital gaúcha em março de 1961 ainda com 28 anos de idade. Veio como professor da Missão Universitária Francesa para desenvolver sua Tese de Doutorado. Desenvolveu sua pesquisa tendo como sujeito agricultores e criadores de gado, destacando o significado desta dicotomia e os pontos de entrelaçamento entre estes dois elementos que marcavam a paisagem riograndense. Sua tese “Eleveurs e agriculteurs du Rio Grande do Sul (Brésil)”, ainda não traduzida para o português, contém elementos fundamentais para a compreensão do espaço agrário gaúcho, para a compreensão de uma paisagem delineada, construída a partir de atividades distintas de pequenos e grandes produtores, de extensas propriedades com criação de gado e de propriedades pequenas e médias com agricultura comercial e/ou de subsistência.

4Neste período, Pébayle também se dedicou à formação de geógrafos e professores ministrando aulas no curso de Geografia UFRGS onde criou a disciplina de Geografia Regional.

5Também passou pelo estado da Paraíba onde coordenou a pesquisa que marcou o acordo entre a UFPB e o Centro de Pesquisa em Geografia Tropical de Bordeaux, tratando das questões geográficas e ecológicas daquele estado, com a participação de pesquisadores brasileiros e franceses e seu resultado foi publicado em dois volumes.

6Sua dedicação à pesquisa sobre o Brasil se reflete em toda sua obra. Sua passagem pelas universidades brasileiras, pelo IBGE foram registradas através de suas publicações em revistas nacionais e, após seu retorno à França, em revistas francesas.

7Publicou o livro Le Brésil, da coleção Que sais-je? em várias línguas e em várias edições. Recebeu em 1989, na França, uma premiação por sua obra Les Brésiliens, pionniers et batisseurs, publicado pela editora Flammarion.

8Em 1991 retornou ao Brasil e, mais precisamente ao Rio Grande do Sul para participar de um evento que se realizava em Santana do Livramento. Em 1993 participou do Curso de Especialização em Geografia Ambiental em nossa universidade. E, aqui registro a importância deste momento pois foi quando começamos nossa conversação sobre o doutorado. O resultado foi que me tornei sua primeira e única orientanda brasileira. Em Poitiers, durante os quatro anos de doutorado na Université de Poitiers, o conheci mais proximamente e percebi sua paixão pelo Brasil.

9Ainda em 1995 Raymond Pébayle voltou à UFRGS como professor convidado no nosso curso de especialização e me acompanhou na pesquisa de campo. Para ele, não se faz Geografia sem se fazer pesquisa de campo e sem fazer amigos, pois em cada lugar que o pesquisador chega ele faz amigos e deixará amigos.

10Ao Professor Raymond Pébayle, nosso reconhecimento, nossa gratidão pela Geografia que nos legou, mas sobretudo pelo amigo e conselheiro que foi. Os amigos que aqui fez com tristeza lamentam a sua partida mas ficam com a certeza de que sua passagem deixou marcas na Geografia.

Algumas das publicações do Professor Raymond Pébayle:

11Pébayle, Raymond. ÉLEVEURS ET AGRICULTEURS DU RIO GRANDE DO SUL ( Brésil). Thèse presentée devant l’Université de Paris I – Le 4 mai 1974. Service de Reproductio des Thèses, Université de Lile III, 1974.

12____________, Le Brésil. Que sais-je? . Presses Universitaires de France, Paris, 1992.

13___________ . LES BRESILIENS PIONNIERS ET BÂTISSEURS. Géographes, Flammarion, Paris, 1989.

14 ___________ . TRAVAUX ET DOCUMENTS DE GEOGRAPHIE TROPICALE (CEGET - CNRS) - GEOGRAPHIE ET ECOLOGIE DE LA PARAIBA-Tome I. N. 41, Octobre 1980, Bordeaux, France.

15 ___________ . TRAVAUX ET DOCUMENTS DE GEOGRAPHIE TROPICALE (CEGET - CNRS) - GEOGRAPHIE ET ECOLOGIE DE LA PARAIBA-Tome II. N. 50, Mai 1984, Bordeaux, France.

16 ___________ ; KOECHLIN, Jean. AS FRENTES PIONEIRA DE MATO GROSSO DO SUL: ABORDAGEM GEOGRÁFICA E ECOLÓGICA. Espaço e Conjuntura, 4, USP, São Paulo,1981.

17 ___________ . DE LA FRANGE PIONNIÈRE À L’ESPCE RURAL AMÉNAGÉ DANS LE NORD-OUEST DU PARANÁ.(separata mas que não tem data)

18 ___________ . LA VIE RURALE DANS LA CAMPANHA RIO-GRANDENSE . Les Cahiers d’outre-mer, Bordeaux,1967, tomo XX, p.3455-366.

19 ___________ . A RIZICULTURA IRRIGADA NO RIO GRANDE DO SUL AGB - Minas Gerais, 1964.

20___________ . CREATIVITE, VECU ET AMENAGEMENT RURAL AU BRESIL . Institut de Géographie de Reims, n. 61-62 -1985, p. 101-118.

21 ___________ . EVOLUTION RECENTE DES RAPPORTS ENTRE ELEVEURS ET AGRICULTEURS AU BRESIL ( separata sem data)

22 ___________ . L’EXPANSION DES AGRICULTEU RS DANS LE DOMAINE DES ELEVEURS DU PALTEAU RIO-GRANDENSE(separata sem data)

23 ___________ . LE CENTRE DU PALTEAU RIO-GRANDENSE: UNE REGION RURALE EN MUTATION. Cahiers d’outre-mer, Tomo XXIII, N. 90, p 175-201.

24___________DE LA SPONTANÉITÉ PIONNIÈRE A L’ORGANISATION DE L’ESPACE RURAL DANS LE BRÉSIL MÉRIDIONAL. Actes du Congrés International des Americanistes.Congrés du Centenaire, Paris, 2-0 septembre 1976. v.1, p.537-548.

25 ___________PERCEPTIONS SPATIALES ET COMPORTEMENTS AMÉNAGEURS AU BRÉSIL. Annales de Géographie. Brest, n. 524, 1985.

26 ___________ . LA ROUTE BELEM-BRASILIA – d’aprés O.Valverde et Catharina V.Dias. Cahiers D’Outre-Mer. Bordeaux, tomo XXII, n.87, p. 324-328.

27 ___________ . LES BRÉSILGUAYENS, MIGRANTS BRÉSILIENS AU PARAGUAY. Revue Européene des Migrations Internationales. Poitiers,1994, vol. 10, n.2, p.73-86.

28 ___________ MANGROVE ET ETHOLOGIE HUMAINE AU BRÉSIL. Bulletin de l’Association de Géographes Français. Paris, 1983, N. 496, p.233-246.

29 ___________ . ENCADREMENT ET INNOVATIONS RURALES AU BRÉSIL. Cahiers des ameriques latines . 21-22, serie sciences humaines. Paris,1980, p.189-203.

30 ___________ . FONDEMENTS PHYSIQUES DE LA GÉOGRAPHIE AGRAIRE ET ECONOMIQUE DE CUILLETTE AU BRÉSIL, SELON ORLANDO VALVERDE. Les Cahiers D’Outre Mer. Bordeaux, 1968, tomo XXI, p.209-216.

31 ____________GÉOGRAPHIE RURALE DES NOUVELLES COLONIES DU HAUT URUGUAY (RIO GRANDE DO SUL-BRASIL) – Bulletin de l’Association d Géographes Français. Paris,1967, n.350-351, p.15-34.

32 ___________ . UN EXEMPLE D’ÉMIGRATION BRÉSILENNE AUX U.S.A. Revue Européene des Migrations Internationales. Poitiers,1996, vol. 12,  p.235-239.

33 ___________ . Rural innovation and the organisation of space in southern Brazil. Environment, Society, and Rural Change in Latin America. Chapter 7, p. 103-119.

Haut de page

Annexe

Homenagem na Câmara dos Deputados à memória de Raymond Pébayle

O Sr. Mendes Ribeiro Filho(Bloco/PMDB-RS. Pronuncia o seguinte discurso). Câmara Dos Deputados, Brasília, 26/05/2010.

Sr. Presidente, Sras. e Srs. Deputados, quero registrar, com pesar, o falecimento, no dia 11 deste mês de maio de 2010, na cidade de Cannes, na França, do geógrafo professor universitário Raymond Pébayle.

Raymond Pébayle chegou, com 28 anos de idade, em Porto Alegre em março de 1961 para criar na Universidade Federal do Rio Grande do Sul, a disciplina de Geografia Regional do curso de Geografia. Ficou no Rio Grande do Sul até1970 e, no Brasil por mais de 10 anos, sempre retornando ao Rio Grande do Sul no seu infatigável trabalho de investigações de campo e documentais.

No longo período no Rio Grande do Sul pesquisou a elaboração de sua excepcional tese apresentada em 1974 à Universidade de Paris I (Sorbonne), com o título Éleveurs et agriculteurs du Rio Grande do Sul (Brésil) (Criadores e agricultores do Rio Grande do Sul), que além de merecer a observação de Très Honorable pela banca examinadora, obteve em 1974 o prêmio da Fundação da Sociedade Geográfica de Paris, a mais antiga sociedade geográfica da França.

Depois da defesa de sua tese de doutor de Estado retornou ao Brasil, trabalhando em missões pedagógicas e científicas nas universidades de Brasília, Minas Gerais, Sergipe, Paraíba, Rio de Janeiro e, como assessor, no IBGE. Tornou-se uma referência sobre o conhecimento do espaço brasileiro. Fruto das suas pesquisas no Brasil publicou na consagrada editora Flammarion, na coleção Géographes, o livro Les Brésiliens, pionniers et bâtisseurs (Os brasileiros: pioneiros e construtores) e, posteriormente em 1992, na coleção Que-sais-je? das Presses Universitaires de France, Le Brésil (O Brasil). Além dessas obras individuais participou de diversas outras coletivas e realizou uma imensa produção de artigos sobre o Brasil, a partir de seus trabalhos de campo do Rio Grande do Sul à Amazônia tornando-se uma referencia internacional sobre o Brasil.

Raymond Pébayle foi membro correspondente do Instituto Histórico e Geográfico do Rio Grande do Sul ao qual também transmitimos nosso pesar e deixa uma importante análise geo-histórica do espaço e da sociedade brasileira na sua dinâmica contemporânea.

O professor Raymond Pébayle deixa a esposa Annie Pébayle, as filhas Laurence e Sylvie, o filho Gilles, genro, nora e netos aos quais transmitimos nossas condolências.

Registro esta homenagem a alguém que podemos considerar como Cidadão do Mundo, graças aos serviços prestados à humanidade em suas atividades científicas.
Muito obrigado.

Site do Instituto Histórico e Geográfico do Rio Grande do Sul. http://www.ihgrgs.org.br/​principal.htm

Haut de page

Table des illustrations

URL http://confins.revues.org/docannexe/image/6536/img-1.png
Fichier image/png, 364k
URL http://confins.revues.org/docannexe/image/6536/img-2.jpg
Fichier image/jpeg, 11k
Haut de page

Pour citer cet article

Référence électronique

Rosa Maria Vieira Medeiros, « Homenagem Póstuma ao Professor Raymond Pébayle », Confins [En ligne], 9 | 2010, mis en ligne le 20 juillet 2010, consulté le 23 octobre 2017. URL : http://confins.revues.org/6536 ; DOI : 10.4000/confins.6536

Haut de page

Auteur

Rosa Maria Vieira Medeiros

Profª Drª do Departamento de Geografia do Instituto de Geociências da UFRGS, Profª do Programa de Pós-Graduação em Geografia do IG/UFRGS
rmvmedeiros@ufrgs.br 

Articles du même auteur

Haut de page

Droits d’auteur

Licence Creative Commons
Confins – Revue franco-brésilienne de géographie est mis à disposition selon les termes de la licence Creative Commons Attribution - Pas d’Utilisation Commerciale - Partage dans les Mêmes Conditions 4.0 International.

Haut de page
  • Logo Revue soutenue par l’Institut des sciences humaines et sociales du CNRS
  • Logo DOAJ - Directory of Open Access Journals
  • Logo Index Latindex
  • Logo IHEAL (Institut des Hautes Études de l'Amérique Latine)
  • Logo CREDA (Centre de recherche et de Documentation sur les Amériques)
  • Logo USP (Universidade de São Paulo)
  • Revues.org